La primera pregunta de Dios: el desafío humanitario de la eclesiología del siglo XXI

Autores/as

  • Everaldo dos Santos Mendes Pontificia Universidade Católica do Paraná
  • Clélia Peretti Pontificia Universidade Católica do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.21500/01201468.5765

Palabras clave:

Diseño de la modernidad, Sujeto cognoscente, Experiencia cristiana de Dios, Contrateologías, Casa común

Resumen

En este artículo pretendemos reflexionar sobre la experiencia cristiana de Dios frente a la tentación del vacío cultural que asola las «teologías» de la secularización y el vacío de Dios en las «contra-teologías». En el camino investigativo, revisamos la literatura teológica de la tradición católica, mapeando los aportes de las teologías de la experiencia cristiana de Dios como experiencia de una plenitud. De esta manera, delineamos una investigación bibliográfica con un enfoque cualitativo. En el seno de la sociedad contemporánea, interpelada por las «crisis permanentes», la corrupción, la barbarie y la pandemia, falta un Misterio Sagrado, capaz de revelar el sentido último de la existencia humana. En la eclesiología del siglo XXI, la experiencia cristiana de Dios —latinoamericana y caribeña— reclama para su praxis histórica la epifanía del rostro de un Dios sufriente. Este Dios, con sensatez, asume el peso de la existencia humana, mostrándose solidario con el sufrimiento de personas concretas, con cuerpo, psiquis y espíritu vivos - un Dios responsable, inclusivo, totalmente comprometido con el destino de la humanidad y de la «Casa Común», que no renuncia a ninguna de sus criaturas.

Biografía del autor/a

Everaldo dos Santos Mendes, Pontificia Universidade Católica do Paraná

Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro [PUC-Rio]. Pós-doutorando em Teologia da PUC-Rio. Pós-doutorando em Teologia da Pontíficia Universidade Católica do Paraná [PUCPR]. Reitor do Instituto Edith Theresa Hedwing Stein [ISTEIN]. orcid: 0000-0002-0245-4167. Contacto: ies.istein@gmail.com

Clélia Peretti, Pontificia Universidade Católica do Paraná

Doutora em Teologia pela EST; Pós-doutora em Fenomenologia pelo Centro Italiano di Ricerche Fenomenologiche e Pontifícia Universidade Lateranense; Mestre em Educação; Especialista em Educação a Distância e em Gestão de Escolas; Licenciatura em Pedagogia pela Libera Università Maria SS. Assunta; Graduada em Magistério em Ciências Religiosas pelo Pontificio Ateneo Antonianum; Bacharel em Teologia; Licenciatura em História pelo Centro Universitária Claretiano. Líder do Grupo de Pesqusa: Teologia, Gênero e Educação. Membro de International Academy of Practical Theology – IAPT - USA, da SOTER, ANTPECRE e NUPPER. Membro da Coordenação do FONAPER, na Coordenação da Educação Superior. Docente e pesquisadora no Curso do Bacharelado de Teologia e no Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Teologia - PPGT da PUCPR. Professor Visitante na Universidade Católica de Moçambique. Professora Visitante no Instituto Superior de Filosofia e de Teologia Dom Jaime Garcia Goulart. orcid: https://orcid.org/0000-0003-2062-0883. Contacto: clelia.peretti@pucpr.br.

Citas

Barth, Karl. God Here and Now. New York: Routledge, 2003.

Benário, Olga. «Esta é a minha despedida: de Olga Benário para Luís Carlos Prestes e Anita Leocadia». Abr. 1942. In Rodrigues, Sérgio Org. Cartas brasileiras: correspondências históricas, políticas, célebres, hilárias e inesquecíveis que marcaram o país. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

Bíblia. Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.

Bingemer, Maria Clara Luccheti. O mistério e o mundo: paixão por Deus em tempos de descrença. Rio de Janeiro: Rocco, 2013.

Castiñeira, Angel A experiênciade Deus na pós-modernidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

Comblin, José. O povo de Deus. São Paulo: Paulus, 2002.

Eckhart, Meister. Sobre o desprendimento e outros textos. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

Forte, Bruno. A Igreja Ícone da Trindade: breve eclesiologia. São Paulo: Loyola, 1987.

Forte, Bruno. Nos caminhos do Uno: metafísica e teologia. Tradução Antonio Efro Feltrin. São Paulo: Paulinas, 2005.

Francisco, Papa. Carta Enciclica. Fratelli Tutti. Sobre a fraternidade e a amizade social. Assis, 3 de outubro de 2020. São Paulo: Paulinas, 2020.

Francisco, Papa. Carta Encíclica. Laudato si’: Sobre o cuidado da casa comum. Roma, 24 de maio de 2015. São Paulo: Paulinas, 2015.

Freire, Paulo. Pedagogia do oprimido. 66. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

Heidegger, Martin. Ser y tempo. Tradução Jorge Eduardo Rivera Cruchaga. Madrid: Trotta, 2009.

Jesus, Carolina Maria de. Quarto de despejo: diário de uma favelada. 10. ed. São Paulo: Ática, 2014.

Josaphat, Carlos. Falar de Deus e com Deus: caminhos e descaminhos das religiões hoje. São Paulo: Paulus, 2004.

Kager, Richard. Die Theologische Hermeneutik Johann Adam Möhlers, (1796-1838). Dissertation zur Erlangung des Doktortitels an der Theologischen Fakultät der Universität Freiburg Schweiz, Freiburg Schweiz, November 2004.

Kasper, Walter. A Igreja Católica: essência, realidade e missão. Tradução Nélio Schneider. São Leopoldo, RS: Unisinos, 2012.

Lima Vaz, Henrique Cláudio de. «A experiência de Deus». In Frei Betto, et al. Experimentar Deus hoje. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1976.

Mendes, Everaldo Santos; Morais, Rossival Sampaio. A arte de educar em Carolina Maria de Jesus. In: Mendes, Everaldo Santos; Santos, Adevanucia Nere; Fernandes, Stela Santos (orgs.). Educação, diversidades e inclusão: travessias pedagógicas e sociais em tempos de pandemia. Curitiba: Bagai, 2020.

Nietzsche, Wilhelm Friedrich. Assim falava Zaratustra. S/l: Hemus, 2002.

Rahner, Karl. Curso fundamental da fé: introdução ao conceito de cristianismo. Trad. Alberto Costa. 4. ed. São Paulo: Paulus, 2008.

Rilke, Rainer Maria. O livro de horas. Tradução Geir Campos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

Rosa, Guimarães J., Grande sertão: veredas. 19. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

Saramago, José. Ensaio sobre a cegueira. 19. ed. São Paulo: Cia. das Letras, 2001.

Stein, Edith. «Ser Finito y Ser Eterno: ensayo de una ascensiónal sentido del ser». In Stein, Edith. Obras Completas, III: Escritos Filosóficos. Etapa de pensamiento cristiano: 1921-1936. Tradução Alberto Pérez, OCD; José Mardomingo; Constantino Ruiz Garrido. vol. 3. Vitoria: El Carmen; Madrid: Espiritualidad; Burgos: Monte Carmelo, 2007.

Tagore, Rabindranath. Poesiamística: lírica breve. São Paulo: Paulus, 2003.

Tutu, Desmond. Deus não é cristão e outras provocações. Trad. Lilian Jenkino. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2012.

Žižek Slavoj; Gunjević, Boris. O sofrimento de Deus: inversões do Apocalipse. Tradução Rogério Bettoni. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

Barth, Karl. God Here and Now. New York: Routledge, 2003.

Benário, Olga. «Esta é a minha despedida: de Olga Benário para Luís Carlos Prestes e Anita Leocadia». Abr. 1942. In Rodrigues, Sérgio Org. Cartas brasileiras: correspondências históricas, políticas, célebres, hilárias e inesquecíveis que marcaram o país. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

Bíblia. Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.

Bingemer, Maria Clara Luccheti. O mistério e o mundo: paixão por Deus em tempos de descrença. Rio de Janeiro: Rocco, 2013.

Castiñeira, Angel A experiênciade Deus na pós-modernidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

Comblin, José. O povo de Deus. São Paulo: Paulus, 2002.

Eckhart, Meister. Sobre o desprendimento e outros textos. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

Forte, Bruno. A Igreja Ícone da Trindade: breve eclesiologia. São Paulo: Loyola, 1987.

Forte, Bruno. Nos caminhos do Uno: metafísica e teologia. Tradução Antonio Efro Feltrin. São Paulo: Paulinas, 2005.

Francisco, Papa. Carta Enciclica. Fratelli Tutti. Sobre a fraternidade e a amizade social. Assis, 3 de outubro de 2020. São Paulo: Paulinas, 2020.

Francisco, Papa. Carta Encíclica. Laudato si’: Sobre o cuidado da casa comum. Roma, 24 de maio de 2015. São Paulo: Paulinas, 2015.

Freire, Paulo. Pedagogia do oprimido. 66. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

Heidegger, Martin. Ser y tempo. Tradução Jorge Eduardo Rivera Cruchaga. Madrid: Trotta, 2009.

Jesus, Carolina Maria de. Quarto de despejo: diário de uma favelada. 10. ed. São Paulo: Ática, 2014.

Josaphat, Carlos. Falar de Deus e com Deus: caminhos e descaminhos das religiões hoje. São Paulo: Paulus, 2004.

Kager, Richard. Die Theologische Hermeneutik Johann Adam Möhlers, (1796-1838). Dissertation zur Erlangung des Doktortitels an der Theologischen Fakultät der Universität Freiburg Schweiz, Freiburg Schweiz, November 2004.

Kasper, Walter. A Igreja Católica: essência, realidade e missão. Tradução Nélio Schneider. São Leopoldo, RS: Unisinos, 2012.

Lima Vaz, Henrique Cláudio de. «A experiência de Deus». In Frei Betto, et al. Experimentar Deus hoje. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1976.

Mendes, Everaldo Santos; Morais, Rossival Sampaio. A arte de educar em Carolina Maria de Jesus. In: Mendes, Everaldo Santos; Santos, Adevanucia Nere; Fernandes, Stela Santos (orgs.). Educação, diversidades e inclusão: travessias pedagógicas e sociais em tempos de pandemia. Curitiba: Bagai, 2020.

Nietzsche, Wilhelm Friedrich. Assim falava Zaratustra. S/l: Hemus, 2002.

Rahner, Karl. Curso fundamental da fé: introdução ao conceito de cristianismo. Trad. Alberto Costa. 4. ed. São Paulo: Paulus, 2008.

Rilke, Rainer Maria. O livro de horas. Tradução Geir Campos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

Rosa, Guimarães J., Grande sertão: veredas. 19. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

Saramago, José. Ensaio sobre a cegueira. 19. ed. São Paulo: Cia. das Letras, 2001.

Stein, Edith. «Ser Finito y Ser Eterno: ensayo de una ascensiónal sentido del ser». In Stein, Edith. Obras Completas, III: Escritos Filosóficos. Etapa de pensamiento cristiano: 1921-1936. Tradução Alberto Pérez, OCD; José Mardomingo; Constantino Ruiz Garrido. vol. 3. Vitoria: El Carmen; Madrid: Espiritualidad; Burgos: Monte Carmelo, 2007.

Tagore, Rabindranath. Poesiamística: lírica breve. São Paulo: Paulus, 2003.

Tutu, Desmond. Deus não é cristão e outras provocações. Trad. Lilian Jenkino. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2012.

Žižek Slavoj; Gunjević, Boris. O sofrimento de Deus: inversões do Apocalipse. Tradução Rogério Bettoni. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

Publicado

2022-01-27

Cómo citar

Mendes, Everaldo dos Santos, y Clélia Peretti. 2022. «La Primera Pregunta De Dios: El desafío Humanitario De La eclesiología Del Siglo XXI». Franciscanum 64 (177). https://doi.org/10.21500/01201468.5765.