Reflexões sobre Adolescências e juventudes segundo relatos de estudantes

  • Milena Maciel Universidade Federal de Pernambuco
  • Fatima Maria Leite Cruz Universidade Federal de Pernambuco
  • Carlos Monteiro Universidade Federal de Pernambuco
  • Carolina Carvalho Universidade de Lisboa

Resumen

Discutimos neste artigo o que os adolescentes constroem sobre temas do cotidiano e relacionamos ao desenvolvimento sócio afetivo na adolescência e na juventude. Participaram do estudo 24 estudantes do ensino fundamental em escolas públicas da Paraíba, Brasil. No método, a realização de dois grupos focais tratados pela análise temática de conteúdo que permitiu a formação dos núcleos de sentido: O lazer como necessidade; A convivência de pares e a socialização; A transgressão como defesa e sobrevivência; As tecnologias digitais como controle social; Discriminação, preconceitos e exclusão social com ênfase na Sexualidade e na questão de gênero. Os resultados apontaram relações assimétricas de poder e a ausência de relações interpessoais mais igualitárias e afetivas dos estudantes com seus professores. Tais resultados implicam na necessidade de ampliação de mecanismos democráticos na escola; expressam que os estudantes adolescentes se sentem negligenciados em suas necessidades, como o lazer e a provocação à curiosidade intelectual; que a sexualidade ainda provoca estranhamentos; e que as desigualdades raciais e de gênero são temas contestados que precisam compor o debate intramuros na escola.

Publicado
2018-12-20
Sección
Original papers